Boa Tarde !     Utilizadores Online:       

DISTRITOS
Algarve
Aveiro
Beja
Bragança
Braga
Castelo Branco
Coimbra
Évora
Guarda
Leiria
Lisboa
Portalegre
Porto
Santarém
Setúbal
Viana do Castelo
Vila Real
Viseu
Açores
Madeira
main
main

CARAS E PREZADAS CIDADES … DESPREZADAS!

Data adicionada : October 12, 2016 01:00:03 PM
Autor: João Barreta
Categoria:
 
João Barreta
12 outubro 2016
Prezadas Cidades, dirijo-me, hoje, a todas vós, quase sem exceção, no sentido de vos sensibilizar, quiçá alertar, para tudo aquilo que o calendário, implacável como sempre, poderá arrastar consigo nos tempos (leiam-se, meses!) mais próximos.

Falta, praticamente, um ano, para que até as mais desprezadas de vós se sintam como se sempre tivessem sido … prezadas! Acrescente-se que a este jogo do tempo e da mudança, na política, claro está, porque é disso que aqui se trata, também há quem lhe chame ciclo eleitoral!

Caras Cidades, é certo, que é mais conhecido, do que reconhecido, o fundamento da vossa existência, da vossa fundação, do vosso apogeu, todas têm uma História que as valoriza, que as distingue, que as torna únicas. Ao contrário do que os menos atentos, ainda, possam julgar, todas vós têm valor(es), usos e costumes, património e tradições, artes e saberes, habitantes e visitantes, eleitos e eleitores, etc., etc. Mas, nunca poderão ser apenas estas as razões pelas quais umas são mais prezadas (ou mais caras) do que outras.

Gostaria de vos dizer que, todas vós, tendes uma missão, uma visão, uma estratégia, um projeto (ou vários), um plano, algo que possa representar o(s) caminho(s) que pretendem que vós trilhais, mas não estaria, como decerto e de pronto suspeitariam, a ser totalmente verdadeiro para convosco.

Todas, sem exceção, são geridas, mesmo que o não saibam (ou melhor, que não o sintam!), mas de facto o vosso quotidiano não é o de um mero cenário onde se desenrola uma peça distinta, dia após dia, com protagonistas e figurantes, com um enredo, uma história, um argumento próprio, etc.

Todos e todas que vos escolheram para local de habitação, férias ou por motivos meramente profissionais tiveram em conta as vossas especificidades e qualidades, o que vos distingue umas das outras, o que mais fazem por valorizar, aquilo que sabem que os "outros" valorizam.

Talvez não seja o timing correto para tal, mas aproveito esta breve missiva para vos dar conta de quatro fatores, ditos, críticos de sucesso, que deverão ser trabalhados, potenciados, se necessário for, "inventados", com o claro e legítimo propósito de se tornarem cada vez mais prezadas ou, pelo menos, menos desprezadas por quem vos gere.

A habitabilidade, a visibilidade, a atratividade e a competitividade serão os vossos principais propósitos, tudo devendo ser planeado, projetado, pensado no sentido de potenciar tais fatores.

Sabendo que todas são diferentes, será, também, aí que reside a vossa vantagem distintiva e competitiva (porque não?), pelo que será importante poderem ter plena consciência disso, e começarem, desde já, a alertar os eleitos (os que já aí estão e/ou os que aí venham e/ou os que pensem que aí podem vir a chegar!), pois também eles são eleitores, habitantes, visitantes, na vossa ou noutra qualquer cidade.

Caras e Prezadas Cidades,

Termino, por agora, subscrevendo-me com votos de que, quem, por vezes, tanto parece querer fazer por vos prezar (em determinados ciclos, momentos e circunstâncias), jamais vos possa desprezar, simplesmente, porque não lhes são reconhecidas, pelos eleitores (entenda-se), as capacidades e as competências para, simplesmente, assumirem a honra e a responsabilidade acrescida de vos planear, organizar e gerir!
 
main
Avaliações
main
comentários
main