Boa Noite !     Utilizadores Online:       

DISTRITOS
Algarve
Aveiro
Beja
Bragança
Braga
Castelo Branco
Coimbra
Évora
Guarda
Leiria
Lisboa
Portalegre
Porto
Santarém
Setúbal
Viana do Castelo
Vila Real
Viseu
Açores
Madeira
main
main

Empreendedorismo Sénior: a perspetiva de empreender em todas as idades

Data adicionada : November 24, 2015 05:00:06 PM
Autor: Dinis Caetano
Categoria:
 
Dinis Caetano
23 novembro 2015




O empreendedorismo é um fenómeno de todas as idades, desde que no indivíduo esteja presente o espírito de iniciativa, a capacidade de correr riscos calculados e o entusiasmo para criar algo de novo. Neste contexto assume importância crescente o empreendedorismo sénior, promovido por indivíduos com mais de 50 anos de idade, norteados por motivações de oportunidade ou necessidade.

As alterações económicas e nas condições de acesso à aposentação colocaram muitos indivíduos em situações de desemprego involuntário, precaridade, reformas antecipadas, pré-reformas e consequente pressão sobre os sistemas de segurança social, colocando novos problemas às economias. Em Portugal, o panorama não é diferente coexistindo pessoas com mais de 50 anos que ainda estão longe da idade da reforma mas não têm trabalho, pessoas que em situação de reforma ou pré-reforma adaptam-se deixando os dias correr e pessoas que têm objetivos de vida e "fazem as coisas acontecer". É destas últimas que trata o empreendedorismo sénior.

Em Portugal há escassez de informação sobre os indivíduos que enveredam ou pretendem enveredar pelo empreendedorismo numa idade avançada. Destaque para o estudo pioneiro de Matos, Amaral & Santos (2015) baseado num inquérito aplicado a cerca de 200 empreendedores seniores comparando o perfil e o comportamento dos empreendedores com mais de 50 anos com o grupo de empreendedores mais novos (20 - 49 anos). Neste estudo, desenvolvido pelo SOCIUS - Centro de Investigação em Sociologia Económica e das Organizações (ISEG - Universidade de Lisboa) e pelo IN+ - Centro de Estudos em Inovação, Tecnologia e Políticas de Desenvolvimento (IST - Universidade de Lisboa), os autores apresentam as motivações para o negócio, grau de satisfação e empresas criadas, sublinhando a importância do empreendedorismo sénior para o envelhecimento ativo e participação social.

O empreendedorismo é sobretudo uma atitude: por isso é de e para todas as idades. No âmbito da minha experiência profissional quando contacto com um indivíduo verdadeiramente empreendedor há um brilho nos seus olhos, um entusiasmo contagiante, uma resiliência capaz de superar dificuldades, que fazem aumentar a minha admiração por este tipo de pessoas.

Mais recentemente, a minha vivência ficou enriquecida com o contacto com uma destas pessoas, um empreendedor sénior, um docente universitário que não se acomodou e quer fazer mais, quer fazer diferente. Trata-se do Prof. Seabra Santos, ex-Reitor da Universidade de Coimbra, que depois de 13 anos na Reitoria não se conformou com o óbvio e criou a empresa FRIDAY - Ciência e Engenharia do Lazer, S.A. em 2012. Há uns dias tive a oportunidade de o entrevistar e constatar o seu entusiasmo sobre o desenvolvimento de dois novos produtos: (1) casa flutuante em plataforma móvel com eficiência energética e modularidade já em fase de comercialização, que pode ser instalada em qualquer rio, barragem ou lago da Europa ou dos Estados Unidos da América permitindo atividades de lazer, náutica de recreio e turismo; (2) submarino tripulado para 2 e 3 pessoas em fase de protótipo, permitindo atividades de exploração subaquática de lazer ou reparação de infraestruturas.

Segundo o Prof. Seabra Santos "a empresa tem a ambição de construir o mais leve, mais pequeno e mais barato submarino tripulado existente no mundo, constituindo esse objetivo um desafio intelectual e tecnológico muito estimulante". Um exemplo inspirador para qualquer pessoa interessada no fenómeno do empreendedorismo.

* Economista
 
main
Avaliações
main
comentários
main