Bom dia !     Utilizadores Online:       

DISTRITOS
Algarve
Aveiro
Beja
Bragança
Braga
Castelo Branco
Coimbra
Évora
Guarda
Leiria
Lisboa
Portalegre
Porto
Santarém
Setúbal
Viana do Castelo
Vila Real
Viseu
Açores
Madeira
main
main

GUERRA...

Data adicionada : November 20, 2015 03:00:13 PM
Autor:
Categoria:
 

19 novembro 2015




Na grande maioria dos casos, as guerras estarão directamente ligadas a conflitos territoriais, muito embora os verdadeiros motivos não se apresentem muito claros.

A guerra ou a morte provocadas, nunca justificam seja que objectivo for.

Não tenhamos ilusões, não houve nem haverá vencedores em qualquer guerra...

Quanto mais fortes forem os argumentos e as razões que assistam aos beligerantes, mais violentos e dramáticos serão os resultados.

As motivações que levam o homem, ou nações inteiras, a desencadear tragédias desta natureza, são variadas, divergentes e surpreendentes.

Enfrentar o presente e prevenir o futuro sem conhecer profundamente o passado … é como caminhar na penumbra.

A história demonstra com fria clareza, o que se tem passado no médio oriente.

A primavera árabe, simbolizou muito mais do que o despertar para a liberdade destes povos... ou para a democracia ocidental.

Representou afinal, tal como a queda do muro de Berlim, ou a destruição das torres gémeas, o símbolo paradigmático de uma transformação social que surgiu durante a revolução industrial e que o fenómeno da globalização impediu que se delimitasse ao seu próprio espaço.

Agora, assistimos a fenómenos - embora, há muito esperados, - que colocam em causa toda a estrutura da sociedade moderna.

Quando, jovens com duas ou três décadas de vida, que, em situações normais teriam o brilho do futuro pela frente, decidem "desligar" a sua existência em prol de um objectivo que a sociedade tem dificuldade em compreender, a questão de fundo não se confina aos actos suicidas que esses jovens praticam sem qualquer explicação lógica.

Nada, de forma alguma, justifica estes actos brutais. O ser humano não está preparado para encarar a violência e o impacto deste fenómeno .

Os culpados podem ser eliminados … mas, destruir ideais - ainda que distorcidos, numa perspectiva de racionalidade humanizada, - será muito mais complexo.

Nesta "verdade incontestável", reside o perigo resultante deste fenómeno assustador.

Compreender, encarar, enfrentar os ideais que motivam estes homens a tomar atitudes inconcebíveis e dramáticas, que qualquer ser humano se recusa aceitar, será , sem sombra de dúvida, nossa próxima e mais importante missão…



 
main
Avaliações
main
comentários
main