Bom dia !     Utilizadores Online:       

DISTRITOS
Algarve
Aveiro
Beja
Bragança
Braga
Castelo Branco
Coimbra
Évora
Guarda
Leiria
Lisboa
Portalegre
Porto
Santarém
Setúbal
Viana do Castelo
Vila Real
Viseu
Açores
Madeira
main
main

AS RAZÕES DE UMA MUDANÇA

Data adicionada : April 21, 2015 03:00:03 PM
Autor: _Álvaro Viegas
Categoria:
 
_Álvaro Viegas
21 abril 2015




Após sexta-feira passada com o jantar de constituição do Núcleo Concelhio do PDR de Olhão, sinto-me na obrigação de dar uma justificação porque me desfiliei de um partido a que estive ligado durante 35 anos.

Filiei-me na JSD em 1979, ano em que conheci Sá Carneiro e me fascinou pelo discurso humanista e moderado. Fascinou-me pertencer a um partido que como dizia Sá Carneiro, "primeiro está o País e só depois o partido". Fascinou-me quando Sá Carneiro dizia que "a política sem risco é uma chatice, mas sem ética é uma vergonha".

Tudo isto se perdeu nas décadas seguintes. Perdeu-se o sentido do dever público e passou-se a lutar pelo interesse particular. As estruturas partidárias do arco governativo passaram a funcionar como máquinas de emprego em que o importante é o cartão de militante e muito pouco o mérito. A forma desavergonhada como os políticos saltam para empresas que há pouco tutelavam ou favoreciam é escandalosa. A forma como os políticos fazem dos seus cargos o seu único emprego e tudo fazem para o manter, tem contribuído para o descrédito da classe política. É sintomática a reação alérgica dos partidos do poder a legislar sobre o enriquecimento ilícito.

2002 foi o último ano que integrei uma lista partidária à Assembleia da Republica e agora em 2013 apoiei o independente Eduardo Cruz à Câmara Municipal de Olhão. Desde 2002 que me afasto do partido a que aderi aos 16 anos. Nestes últimos 4 anos o desencanto tem sido total. A deriva liberal, nada social democrata desta governação tem lançado para o desemprego centenas de milhares de nossos concidadãos, milhares de jovens qualificados emigraram e o abate da classe média está em marcha. É contra isto tudo que eu luto e não me conformo.

O aparecimento do PDR liderado pelo Dr. Marinho e Pinto é uma porta de esperança no corte com esta aparente inevitabilidade da alternância entre PSD/CDS e PS. Sempre apoiei o Dr. Marinho e Pinto enquanto Bastonário da Ordem dos Advogados. A sua forma desassombrada de falar, parece aos olhos do politicamente correto uma desvantagem, mas para o cidadão comum é uma vantagem, pois fala o que todos entendem.

Sei que serei criticado pelos meus ex. companheiros de partido e quiçá por alguns que têm dificuldade em ver mais mais longe do que o seu umbigo. Entre desistir e ir à luta optei, como sempre fiz na minha vida, por esta última hipótese.



 
main
Avaliações
main
comentários
main